Live Evil

CAVALERA CONSPIRACY

Estúdio - São Paulo/SP, 19 de maio de 2015

A 2ª edição do festival “Honor Sounds” teve como atração principal a banda Cavalera Conspiracy. O quarteto liderado pelos irmãos Max e Iggor voltou ao Brasil para fazer a estreia mundial de Pandemonium, terceiro álbum de estúdio lançado no final de 2014 pela Napalm Records. A tour brasileira passou por várias cidades e, além, dos novos sons, a banda trouxe Johny Chow, baixista do Stone Sour, como convidado especial.

Antes deles, o público, até que em bastante número para uma terça-feira, conferiu três nacionais na abertura. A primeira foi o Capadócia. Apesar do set curto a banda formada no ABC Paulista tocou alguns sons próprios como Everybody Hates e Standing, além de uma cover de Blackened do Metallica. A boa novidade foi o anúnciodo lançamento do álbum de estreia da banda, intitulado Leader’s Speech, previsto para sair em breve.

Test, duo formado por João Kombi (guitarra) e Barata (bateria) surpreendeu ao se apresentar numa área externa da casa. Quem se deslocou, conferiu a apresentação cheia de agressividade, improviso, virtuosismo e atitude da dupla.

Na sequência, o Questions,  que comemora 15 anos de estrada em 2015 e prepara um novo disco, agora tocando como quarteto, fez uma das melhores apresentações da noite, inaugurando o circle pit e agitando o público. Habitualmente marcada por sons clássicos e interação com o público, tocaram, entre outras, Life, Victory e Union. Não foi a primeira vez em que dividiram o palco com o Cavalera, mas o vocalista Edu, e todos da banda, sempre mencionam a honra e respeito que tem por eles e pela oportunidade de conferí-los ao vivo. Edu até relembrou de quando viu um Max no programa do Jô, no final dos anos 80, usando uma camiseta escrita “Antifascimo”, e que a partir dali virou o lema do Questions. O show deles foi o verdadeiro aquece para o que veio a seguir.

Pontualmente às 22hs a intro começou a rolar e então a atração principal Cavalera Conspiracy subiu ao palco para gritaria geral do público que está altura já tomava conta do local. A bandeira brasileira, sempre presente nas apresentações, era um destaque além de vários convidados que assistiam de camarote a apresentação. Como tem sido habitual nesta tour abriram com Babylonian Pandemonium, faixa que também abre o novo disco, seguida por Sanctuary.

Max pediu pra galera agitar deste o primeiro som, mas foi somente em Refuse/Resist, primeira do Sepultura no set, que o circle pit realmente deu o ar da graça e representou. E ficou ainda mais insano com Territory. A cover foi seguida por mais duas do disco novo: Not losing the Edge e em Cramunhão Max pediu para galera botar os ‘hornup’ no ar e gritar o título da música. A única faixa dos projetos de Max inclusa no set foi Sum of Your Achievements do extinto projeto Nailbomb.

O público agitou em todas e sempre atendia aos pedidos do vocalista para continuarem agitando o show. Ele mesmo comandou a gritaria ao virar uma lata de cerveja na cabeça antes de tocar Warlorde Torture. Depois dessa veio uma das melhores músicas deles, Killing Inside, a qual Max dedicou a mãe dele, Vânia, que assistia ao show no palco e foi bastante aplaudida pela plateia.

A sequência foi praticamente de covers do (verdadeiro) Sepultura como mencionou um fã na pista. We who are not as others foi a primeira já com a percussão como elemento presente na apresentação.

O público já sem fôlego recuperou as forças e agitou ainda mais em Attitude e Infilkted. Encerraram a primeira parte do show e Max, antes de sair disse, “vai ter mais, mas se quiserem mesmo vão ter que gritar”. Os fãs obedeceram e a banda retornou para massacrar com mais dois covers: Roots bloody Roots e Orgasmatron do Motörhead. O reencontro com o público brasileiro é sempre muito emocionante e motivo de orgulho para que está em cima do palco ou na pista. E é daqueles tipos de shows que nunca se vai cansar de rever e contemplar.

SET LIST
Babylonian Pandemonium
Sanctuary
Terrorize
Refuse/Resist (Sepultura cover)
Territory (Sepultura cover)
Cramunhão
Not Losing the Edge
The Doom of All Fires
Sum of Your Achievements (Nailbomb cover)
Warlord
Torture
Killing Inside
We Who Are Not as Others (Sepultura cover)
Attitude (Sepultura cover)
Inflikted
Orgasmatron (Motörhead cover)
Roots Bloody Roots  (Sepultura cover)

 

Recomendamos Para Você

Close