Roadie News

GLENN TIPTON não vai excursionar com o JUDAS PRIEST na turnê de Firepower

Glenn Tipton

Rob Halford disse que Glenn Tipton tomou a decisão há apenas cinco dias como resultado de sua batalha contra a doença de Parkinson, com a qual ele foi diagnosticado uma década antes.

Tipton, que agora tem 70 anos e se apresentou em todos os álbuns do Judas Priest desde o primeiro álbum da banda, “Rocka Rolla”, não está deixando a banda, mas simplesmente não consegue lidar com os desafios rigorosos de atuar ao vivo. No lugar dele para as próximas datas vai estar o co-produtor da banda e o guitarrista do HELL / ex-SABBAT, Andy Sneap.

Ontem à tarde, apenas algumas horas depois que o Judas fez o anúncio sobre a condição de Tipton, Halford falou com o The Quietus do Reino Unido sobre a perspectiva de realizar a turnê sem um único membro restante nas guitarras gêmeas.

“Glenn tem lutado contra o mal de Parkinson há 10 anos e ele não deixou que isso o atrapalhasse de forma alguma até o momento. Vocês sabem, ele escreve, grava, rodou o mundo nos últimos 10 anos”, disse Halford. “Ele ainda pode tocar guitarra – temos que enfatizar isso também – ele ainda pode tocar violão, mas quando se trata de algumas das músicas mais desafiadoras que o Priest escreveu ao longo dos anos e músicas que, em sua maior parte, têm que ser incluídas no set, é quando está se tornando um pouco difícil para ele. Então, tomar essa decisão não foi fácil para ele, chegar à conclusão de que Andy Sneap estaria tocando em seu lugar. E é por isso que ele é realmente um herói para nós. Conhecemos Andy, e Andy tem sido tão gracioso em aceitar o pedido de Glenn de estar no palco para a turnê ‘Firepower’.

Embora Tipton não esteja viajando com Priest, Halford deixou a possibilidade de o guitarrista se juntar à banda no palco aberto durante a próxima caminhada.

“O grande lado positivo disso para nós e para Glenn particularmente é que ele não permite que esse desafio mude tanto a sua vida”, explicou Rob. “Glenn ainda é Glenn – Glenn ainda pode tocar guitarra”, disse ele. “O mesmo cara – um guitarrista maravilhoso. Seu papel é um pouco diferente agora. E eu não posso aguardar os momentos em que ele vai aparecer inesperadamente em qualquer lugar do mundo na turnê ‘Firepower’ e executar músicas como ‘Living After Midnight’, ‘Breaking The Law’, etc. Será um momento muito especial. Pode ser o primeiro show, pode ser o último show – nós não sabemos. Mas a alegria é que Glenn ainda está tocando e ele ainda está conosco”.

De acordo com Halford, tudo é “um livro aberto” agora em termos de quanto envolvimento Glenn terá na turnê “Firepower”, “porque ainda estamos digerindo tudo isso”, disse ele. “Glenn tomou a decisão de não poder se comprometer plenamente com a turnê na quinta-feira passada [8 de fevereiro]. Então, ainda estamos processando todas as possibilidades. A outra coisa é, como algumas das outras áreas nestes tipos de desafios, diariamente, há avanços incríveis nos medicamentos, nas drogas e em coisas que podem ajudar a aliviar a condição. Então, isso faz parte da história em andamento para Glenn. Quem sabe? No ano que vem ou no ano depois, as coisas podem ser dramaticamente diferentes”.

Adicionando que Tipton estará lá “em espírito – em cada show, em cada música” na turnê “Firepower”, Halford disse que foi tocado pela resposta esmagadora de apoio dos fãs do Priest ao anúncio de ontem. “Eu estive [verificando meu telefone] a cada hora ou mais, e foi lindo – foi absolutamente lindo”, disse ele. “Obrigado, todos que estão enviando essas maravilhosas mensagens para Glenn. Eu sei que ele estará lendo e estou certo de que ele será tão elevado pelo amor que está chegando a ele.

“Este é o outro lado de qualquer pessoa que esteja lidando com Parkinson, câncer, qualquer coisa dessa natureza”, continuou ele. “Sempre há essa bela coisa de esperança e otimismo e positividade que está empurrando para frente”.

O Parkinson é um distúrbio neurológico degenerativo que afeta o sistema motor do corpo, muitas vezes causando tremores. À medida que os sintomas pioram, torna-se mais difícil lidar com tarefas cotidianas e levar uma vida independente.

Pat Torpey, o baterista de longa data do grupo de rock MR. BIG, morreu na semana passada devido a complicações da doença de Parkinson.

O novo álbum de JUDAS PRIEST, “Firepower”, será lançado no dia 9 de março via Epic. O disco foi gravado por Sneap, o colaborador de longa data Tom Allom e o engenheiro Mike Exeter (BLACK SABBATH).

Recomendamos Para Você

Close