Releases CDs & DVDs

INNER CALL – Elementals [9,0/10]

Voice Music - Nac.

Heavy Metal de altíssima qualidade, músicas muito bem construídas e um peso absurdo. Os seus instrumentistas são virtuosos e com o verdadeiro espirito do metal em suas veias.
Esses baianos dão um show neste trabalho, a qualidade de suas composições atrelado a alta qualidade da gravação nos traz um álbum muito bom.
A concepção gráfica deste CD é outro show, uma capa que chama a atenção logo no primeiro olhar, a capa ficou a cargo do artista Luiz Omar que também é o baterista da banda. E toda produção gráfica foi feito pelo renomado João Duarte da J. Duarte Design, posso dizer com veemência, ficou um trabalho maravilhoso.

Ao executar o CD ouvimos com certeza uma das melhores bandas do Brasil, a essência deste trabalho nos remete as melhores bandas do estilo e consagradas da década de 80, mas com uma roupagem moderna, pois apesar de notarmos claras influências oitentistas a banda se preocupou em não ter uma gravação nos mesmos moldes, o que acho formidável, afinal a tecnologia está aí e deve ser explorada sim.

O CD inicia com uma Intro caótica, sim, com sirenes e muitas explosões. Assim sem um preludio para o massacre sonoro que está por vir, o seu Heavy Metal não foi feita para fracos e amantes de melodias massantes e chatas como muitas bandas tem feito aqui no Brasil e no mundo.
É um Heavy Metal feito por headbangers para headbangers de verdade.
A segunda faixa “Elementals” faixa que dá nome este ótimo material começa demostrando virtuosismo de uma maneira visceral e que logo é tomado por uma pegada maravilhosamente forte, os vocais do Roberto Índio se encaixa perfeitamente à música do Inner Call, numa junção perfeita, pois também percebemos que este vocalista canta com paixão e amor ao que se propõe a fazer. E que faz com extrema competência.

A riferama neste CD é intensa que chega a ser frenética, algumas com a absurda rapidez em sua execução que nos chama muito a atenção, pois são muito bem tocados de forma tão clara que entendemos cada palhetada.

Já a música “The Night Queen” mostra uma música diferenciada em sua bateria, e alguns falsetes que lembram muito o grande King Diamond em algumas passagens. E também falando dessa faixa, existem certas pontes, as passagens entre um riff e outro, que também notamos demais o Iron Maiden em seu hall de influências.

Bom… não vou ficar aqui fazendo comparações e nem ficar falando que as faixas parecem com essa ou aquela banda, eles tem identidade própria e com certeza conseguiram trazer para o seu som o melhor do Heavy Metal feito no passado e no presente. Um belíssimo material que tive a felicidade de ouvir com muita atenção e satisfação.

Todas as 6 faixas são uma viagem no que há de melhor no estilo, e também destaco aqui “There’ll be Hell” e “Hades” que fecha com louvor o CD.

Se você é amante de Heavy Metal de verdade sem frescuras, o INNER CALL é pra você. Eles de fato resgatam a verdadeira identidade do estilo e o executam com primor.

Uma grata revelação brasileira com o poder e garra do nordeste. Para vocês o meu “Hail” e continuem trilhando esse caminho, vocês estão na direção certa.

Recomendamos Para Você

Close