Roadie News

JEFF SCOTT SOTO, sobre YNGWIE MALMSTEEN: “não quero nenhum inimigo”

O vocalista JEFF SCOTT SOTO (TRANS-SIBERIAN ORCHESTRA, SONS OF APOLLO, ex-TALISMAN, AXEL RUDI PELL e YNGWIE J. MALMSTEEN) concedeu entrevista recente para a estação de rádio WRIF, de Detroit, Michigan (EUA), e falou sobre a confusão entre ele e o guitarrista sueco YNGWIE MALMSTEEN:

“É uma pena. Não sei onde o assunto azedou”. Ele então corrigiu-se: “Eu meio que sei quando a coisa azedou. Na maioria das vezes, todos em seu passado estão muito presos ao seu círculo. E é difícil realmente engolir, porque realmente fiz um esforço concertado para manter esse relacionamento, para manter nossa amizade forte e contínua, quando teria sido muito mais fácil apenas dizer: ‘quer saber de uma coisa? Com ​​base nas circunstâncias, não quero ter mais nada a ver com você’. E eu não fiz isso. E saí do meu caminho para ter certeza de que poderíamos manter firme essa amizade. E ela ter se acabado assim é… sem dar nomes e apontar culpados, o que é e espero que… Eu adoraria mudar isso no futuro. Eu não quero nenhum inimigo. Eu também gostaria de jantar com Neal Schon [JOURNEY] novamente algum dia desses. Eu odeio qualquer tipo de divisão ou separação entre meus pares e meus colegas”.

Caso você esteja se perguntando sobre o que é tudo isso, aqui vai um resumo da situação. JEFF SCOTT SOTO trabalhou ao lado de YNGWIE MALMSTEEN nos clássicos álbuns Rising Force (1984) e Marching Out (1985), ambos lançados sob o nome YNGWIE J. MALMSTEEN, provavelmente os mais louvados de toda a longa e bem sucedida carreira do guitarrista sueco, que é tão reconhecido pela sua genialidade quanto pelo seu gênio forte e às vezes intempestivo. Há cerca de um ano, em uma entrevista, YNGWIE teria declarado que “sempre escreveu tudo”, inclusive as letras e melodias de suas canções.  A partir de então, três vocalistas que fizeram parte da carreira do sueco entraram em uma guerra de palavras com ele, JEFF SCOTT SOTO, TIM “RIPPER” OWENS e JOE LYNN TURNER, tendo este último chegado a dizer que as declarações de YNGWIE eram “discursos de um megalomaníaco tentando desesperadamente justificar sua própria insegurança.” A coisa não melhorou muito quando um dos membros do ‘management team’ de YNGWIE postou na página do Facebook do guitarrista uma nota em que dizia que “”É muito lamentável que esses vocalistas contratados no passado tenham que recorrer a calúnias e insultos para suscitar qualquer tipo de atenção da mídia em relação a eles. Essas palavras sem graça e pueris são, na melhor das hipóteses, nada cavalheiras e absolutamente desagradáveis na pior”.

Recomendamos Para Você

Close