Roadie News

Johan Hegg, e o segredo dos shows do AMON AMARTH: “Eu cresci indo em shows do IRON MAIDEN”

Johan Hegg, vocalista da bem sucedida banda sueca AMON AMARTH concedeu entrevista ao podcast australiano ‘The Moshpit Backstage’, e dentre outros assuntos, abordou a forma como encara e se prepara para as apresentações ao vivo de sua banda. “Eu cresci nos anos 80, indo ver bandas como o IRON MAIDEN, que são excelentes em trazer o público para o show e fazer do público parte do show”, ele disse. “Isso é o que eu amo. Isso é o que todos nós amamos. Então é o que tentamos fazer – sem querer imitá-los, mas fazendo do nosso jeito.”

“Eu acho que é diferente para cada um de nós”, ele afirma, falando sobre a maneira como a banda se prepara para subir no palco. “Todo mundo tem suas próprias rotinas e coisas assim. Eu normalmente não faço nada realmente especial durante o dia, na verdade, a única coisa que faço é tentar arranjar tempo para me aquecer, aproximadamente uma hora antes da apresentação. Eu tenho uma pequena rotina de yoga, faço exercícios vocais e coisas assim, só para entrar no clima. Isso geralmente é tudo que eu preciso. Neste ponto da nossa carreira, é mais fácil entrar no palco, dar duro e entrar no clima, não importa o tipo de dia que tivemos. Claro que nem sempre é possível fazer exatamente o que você quer, então você também precisa ser capaz de se adaptar, mas normalmente funciona muito bem”.

Johan também falou como ele sabe que o AMON AMARTH fez um bom show:

“Normalmente, apenas parece que foi tudo bem. Uma das principais coisas para mim é ter uma conexão com o público, se eu tiver isso, então eu sei que tive um bom desempenho. Talvez os outros caras respondam algo diferente, mas essa é a chave para mim, normalmente, se eu não tenho a conexão com o público, eu sinto que falhei como vocalista. [Risos] Mas, não é com muita frequência que eu sinto isso. Eu sinto que a coisa funciona bem, acho que um dos fatores-chave é que sempre tentamos … não sei como explicar, mas tentamos falar com o público, e não para o público. Entende o que quero dizer? É uma interação que queremos ter com o público quando estamos no palco. Não somos nós lá encima e eles lá embaixo. Somos nós todos juntos, criando uma experiência tanto para o público quanto para a banda, eu acho.”

Edições avulsas, assinatura física e digital.

Conheça a nossa Roadie Crew Shop – acesse https://roadiecrew.com.br/roadie-shop

Recomendamos Para Você

Close