Live Evil

MARKY RAMONE’S BLITZKRIEG

Manifesto Bar - São Paulo (SP), 11 de setembro de 2013

Lotado! Foi num verdadeiro cadeirão que Marky Ramone e sua banda, Blitzkrieg, voltou a São Paulo para mais um show ao lado de Michale Graves (ex-Misfits). Em meio a cancelamentos de outras datas desta tour, o show em São Paulo, em data única, aconteceu em plena quarta-feira, data em que se comemorou 12 anos do atentado de 11 de setembro nos EUA.

A banda retornou ao Manifesto depois de oito meses do show realizado neste mesmo palco em janeiro deste ano. E mesmo sendo figura frequente em turnês pelo Brasil, a animação do público foi a mesma de todas as passagens de Marky por aqui, mesmo para alguns que estavam revendo pela enésima vez e com a mesma emoção de como se fosse a primeira.

O baterista, sempre mostrando simpatia e felicidade por tocar para um público tão apaixonado por sua ex (eterna) banda, repetiu o discurso recorrente de CJ Ramone e disse que um dos maiores presentes de sua vida é poder manter vivo o legado dos Ramones.

O set já não é nenhuma surpresa e, basicamente, vai ser o mesmo de quase 32 músicas que a banda vai executar também no Palco Sunset durante a apresentação no Rock in Rio, no dia 14 de setembro. E foram os clássicos dos reis do Punk Rock ‘bubblegum’ que fizeram a alegria dos presentes. Entre eles, “I wanna be sedated”, “Rock n’Roll High School”, “R.A.M.O.N.E.S” e “Pinhead” cantados como hinos pelo público. Michale Graves marcou um dos pontos altos do show com um mini acústico tocando a balada “Descending Angel”.

Mesmo sendo figurinha repetida, clássico é clássico e todo mundo gosta. Enquanto as lendas estiverem vivas, na ativa e colocando em prática, ao vivo e com qualidade, toda sua história, vai ser sempre bom rever. Viva Ramones!

Recomendamos Para Você

Close