Roadie News

SEPULTURA: “Nós perdemos o vocalista, perdemos o empresário, perdemos os produtores do nosso álbum, perdemos basicamente tudo”

O guitarrista Andreas Kisser, do SEPULTURA, concedeu entrevista para Diamond Oz, do ‘Metal Underground’. Entre outros temas, o guitarrista comemorou o sucesso e a estabilidade do vocalista Derrick Green, que completa 20 anos na banda: “Nós ainda estamos testando o Derrick. É uma fase de transição, ainda não temos certeza”, se divertia o guitarrista.

“Isso mostra que fizemos a escolha certa e Derrick também, ao escolher se juntar a nós”, continuou Andreas. “Vinte anos tem sido uma jornada incrível. Acho que Against é o álbum mais importante da nossa carreira. Sem Against, não poderíamos continuar como SEPULTURA. Nós ficamos como um trio no começo, então o Derrick entrou para completar time. Estávamos sentindo falta daquele cara extra, aquele fator extra com ideias e informações. Quando Derrick entrou, nós completamos Against e foi uma época muito difícil, com certeza. [Max Cavalera] saiu no ponto mais alto de nossa carreira, até aquele momento. Nós ainda tínhamos muitas coisas relacionadas a Roots para fazer em ’97 e ’98, etc. De repente nós recomeçamos basicamente do zero. Nós perdemos o vocalista, perdemos o empresário, perdemos os produtores do nosso álbum, perdemos basicamente tudo. Ficamos com a Roadrunner, fizemos dois álbuns, Against e Nation, que foram cruciais e importantes para a banda se restabelecer e iniciar uma nova fase e carreira”.

“Aqui estamos, celebrando 34 anos de carreira”, emenda o vocalista, empolgado, e finaliza: “nós trabalhamos muito duro para estar aqui hoje, e acho que esses 20 anos são os mais importantes para nós. Claro, tem os anos dourados do SEPULTURA no começo, vindos do Brasil, descobrindo o mundo e tudo mais. Mas reconstruir tudo, recomeçar quase do zero, é uma conquista realmente incrível, estar aqui agora e ter esse tipo de oportunidade com o SEPULTURA. É ótimo.”

O álbum mais recente do SEPULTURA, Machine Messiah foi lançado em janeiro de 2017, e foi concebido pela atual formação da banda, com Andreas Kisser (guitarra), Paulo Jr. (baixo), Eloy Casagrande (bateria) e Derrick Green (vocal). Machine Messiah foi produzido por Jens Bogren (KREATOR, AMON AMARTH, BORKNAGAR, ARCH ENEMY), e masterizado por Tony Lindgren (ENSLAVED, KATATONIA, SOILWORK).

Recomendamos Para Você

Close