Roadie News

THERAPY? divulga nova música, “Wreck It Like Beckett”

O ‘lyric video’ oficial da música Wreck It Like Beckett dos heróis da Irlanda do Norte, o THERAPY? pode ser visto abaixo. A faixa é parte do 15º álbum de estúdio da banda, Cleave, que será lançado em 21 de setembro pela Marshall Records. Fortemente baseado em torno de noções de dualidade e divisão, o sucessor ao aclamado Disquiet (2015) – e sua primeira gravação para a Marshall – é um conjunto de músicas fortemente focado, ferozmente inteligente, apaixonado e empoderador, criado por uma banda que opera em seu pico artístico. Um contundente e incisivo relato sobre o estado da nação, investigando os cismas na sociedade contemporânea, e as motivações daqueles que buscam propagar a disjunção, uma coleção poderosa, desafiadora e intransigente de músicas de uma banda que nunca teve medo de confrontar e dissecar os impulsos mais sombrios da humanidade.

Antes de Wreck It Like Beckett, o THERAPY? já havia divulgado um novo videoclipe, para a música Callow. O vocalista Andy Cairns falou sobre a inspiração por trás de Callow:

Callow é uma das duas músicas deste álbum que eu escrevi do começo ao fim”, disse ele. “Todo mundo que sabe alguma coisa sobre nossa banda, sabe que eu amo HÜSKER DÜ, THE BUZZCOCKS e RAMONES, e esta é outra música punk melódica na veia de Nowhere, Screamager, Lonely, Cryin e Only, com talvez um leve toque de The Holy Bible, do MANIC STREET PREACHERS também.

“Meu filho Jonah é realmente fã de um rapper chamado Lil Peep, que me soa como emo com drum beats, com letras sobre o quão fodido, perdido e solitário ele se sente. Eu consegui um ingresso para Jonah ir ao show dele Londres. Alguns meses depois, Jonah me disse: ‘Lil Peep está morta’, e eu pude ver que ele foi realmente afetado por isso: eu percebi que, para ele, isso era como a morte de John Lennon, Ian Curtis ou Kurt Cobain.

“Em algumas de suas músicas, Lil Peep falou sobre o antidepressivo Xanax, o uso excessivo se tornou um problema real no Reino Unido, e enquanto eu pensava nisso, eu me lembrei de uma citação de Stephen Fry onde, depois que ele teve prescrito antidepressivos para combater depressão, ele disse que se sentia como um zumbi por meses. Ele disse algo como: ‘Se você tirar meus demônios, você também levará os meus anjos’. Seu ponto era que, sim, havia alturas vertiginosas e quedas aterrorizantes sem antidepressivos, mas ele preferia ter isso do que constante dormência. Então essa música está falando sobre como nós negociamos o caos da vida agora, e para entender por que alguém pode querer se entorpecer para não perceber o quanto somos divididos”.

Edições avulsas, assinatura física e digital.

Conheça a nossa Roadie Crew Shop – acesse https://roadiecrew.com.br/roadie-shop

Recomendamos Para Você

Close